Todos os anos o evento é ainda mais enriquecido com uma Região convidada, região essa que se reja pelos mesmos costumes e tradições. Há fusão de história, neste encontro de passado, preservado nos dias que correm.

Em 2017 teremos a Estremadura (Espanha) como aliada nestes três dias que enchem as ruas e o ambiente se inunda de memórias. 

O Festival inaugura-se a 15 de setembro com uma experiência culinária. O Alcaide de Casar de Cáceres irá partilhar com Presidente do Município do Fundão a confeção de migas, uma iguaria que fará as delícias de todos durante o evento.

Explorar a Estremadura traduz-se numa viagem ao âmago da antiga Espanha, desde as mais ancestrais ruínas romanas do país até às misteriosas cidades medievais e às aldeias por onde há marcas do tempo que passou. Mérida, Cáceres e Trujillo possuem os monumentos mais belos e bem preservados de todo o país.

As aldeias estremenhas possuem um charme intemporal e intocável, desde as colinas remotas do Norte até à sagrada oriental Guadalupe e à inigualável sedução de Zafra no cume do Sul de Andaluzia.

Esta é uma região com uma diversidade paisagística, demográfica e cultural única. A imensidão do azul dos céus contrasta com extensões imensas de terra escassamente povoada, com casas de campo isoladas e castelos em ruínas que há anos coabitam com a paisagem. Numa perspetiva completamente oposta, temos a sofisticação citadina de Mérida e Cáceres e as serras pintadas de verde enfeitam quase todas as margens desta Região de Espanha.

Na sua gastronomia têm como principais atrativos o cremoso queijo Torta Del Casar, as carnes assadas, o Picante e o Presunto Monesterio.

Nesta edição do Chocalhos, teremos oportunidade de provar cada uma destas iguarias, juntamente com tantas outras e conhecer de perto os seus produtos autóctones e as suas tradições culturais. Em palco e nas calçadas de Alpedrinha soarão vozes e instrumentos estremenhos e haverá um intercâmbio de sonoridades e partilha de histórias.

Diferentes regiões e diferentes costumes que se unem numa só em três dias que prometem uma viagem especial.

Queijos da Região Estremenha

Torta Del Casar 

Considerado um "ápice das realizações humanas no campo dos queijos crus e semicrus", o Queijo Torta del Casar é um DOP, resultado de uma tradição antiga e pelas qualidades singulares e diferenciadas que o caracterizam.

Apesar do nome, este produto não é confecionado somente em Casar de Cáceres, mas antes abrange uma área de produção de 400 mil hectares.

É um dos queijos mais reconhecidos na Região da Estremadura. Trata-se de um queijo de ovelha amanteigado, quase “primo” do nosso Serra da Estrela.

La Serena

O Queijo de la Serena (de onde é originário) difere da Torta del Casar, porque este último é feito a partir do leite de várias raças de ovelha, enquanto que o La Serena se cria a partir de leite somente da Ovelha Merino, tal como o Queijo Serra da Estrela, que é confecionado com leite da Ovelha Bordaleira da Serra que lhe dá o nome. Esta iguaria é envelhecida por um período de 60 dias.